Pages

Subscribe:

Ads 468x60px

sábado, 8 de janeiro de 2011

LENDA DA PONTE DA NEGRA

Existem vários contos estóricos, contos estes relembrado pelos mais velhos, assombrações que eram vistas em determinadas áreas do município de Campestre. Porém a mais famosa de todas passaremos a contar.
Em uma época no início da fundação histórica de Campestre, época em que existia uma pequena estiva que servia de passagem para os operários que residiam em Campestre e trabalhavam na antiga Usina Santa Terezinha, estiva esta onde até tomavam banho lá. Conta-se que certo senhor conhecido e/ou chamado Durval numa certa noite ao tomar banho perto da estiva, (hoje Ponte da Negra) se deparou com a tal Negra. Era uma negra de cabelo meio esquisito: 02 (dois) pitós ao lado da cabeça e 01 (um) pitó na parte de trás.  Tinha um corpo normal como qualquer outra mulher, porém tinha os dedos virados para trás e o nariz maior do que qualquer outra pessoa.
Conta à lenda que neste encontro a Negra puxou dos seios um pacote acompanhado de uma vela e um espelho e pediu que o mesmo acendesse a vela, foi aí que ele presenciou tudo da negra. Em seguida a mesma fez um rodopio, deu um apito, após presenciar esta apresentação anormal o homem saiu em toda carreira, vindo comunicar o fato ao delegado e seus comandados.
Feito a Diligência, o efetivo policial constatou a presença da negra que se embrenhava na mata que ficava nas imediações da ponte onde está à propriedade do senhor Plácido, terra esta chamada até os dias atuais de Fazenda Laranjeiras.
Conta-se ainda que o filho do delegado da época se deparou com o seguinte episódio, na ponte: 01 (um) carro virado - um garajau de galinhas, 01 (uma) cabra e 01 mulher morta; em seguida o rapaz veio ao efetivo policial e se dirigiram até a ponte, resultado: nem o capim estava amassado no lugar descrito pelo filho do delegado.
Por tudo isso leva-nos a crer e acreditar na estória lendária da Ponte da Negra, que serve de enriquecimento folclórico para nossa gente.


EDIÇÃO E REVISÃO DO TEXTO:

Professor: Alex Sandro Ribeiro
Especialista em História do Brasil- FAMASUL/PE
Professora: Sivalda Maria Cardoso da Silva
Especialista em História do Brasil- FAMASUL/PE

3 comentários:

Júlio Aloizio disse...

Boa! =)
Realmente a ponte de "Nêga" é bem sinistra, principalmente a noite.
Parabéns ao pessoal do blog! Forte abraço à todos.

Sobral disse...

Eitha q historinha boa, nem eu sabia dessa historia, dar ate pra fazer um filme na categoria, todo mundo em panico kkkkkk.
Boa msm a historia/estória da lendária ponte da "nêga"

Campestre - Alagoas disse...

Obrigado pela participação!

Em breve, colocaremos outras lendas como o BICHO DO VAL!